Quem sou eu

Minha foto

Gosto de ciência, software livre, música e quadrinhos. Sou Matemático por formação e trabalho com TI e programação.

08 dezembro 2013

A Cesta de Natal

Recebi da empresa uma Cesta de Natal na sexta passada. Sei que nos dias de hoje isso pode soar estranho, mas de fato fiquei muito feliz com a cesta, não sei explicar exatamente porque... Talvez seja alguma lembrança de infância quando era menino e via, do portão de casa, todos os operários da Mercedes carregando felizes suas Cestas de Natal, no fim do ano. Minha família mora em um bairro de São Bernardo do Campo ao lado da Mercedes. Sei lá, mas de qualquer maneira eu gostei do mimo!
Em casa, após desembalá-la, fiquei olhando para aquela caixa vazia e resistia a jogá-la no lixo reciclável. Pensei por alguns instantes (como meus pais fazem): “Ah esta caixa pode servir pra guardar alguma coisa...”  Logo depois, achei isso uma bobagem e eu a desmontei pra descarte. Meu filho estava junto, e disse "nossa que legal essa caixa né pai?" Olhei pra ele e tive uma ideia:  pintar um cenário naquele papelão todo para brincar com os carrinhos.
Começamos a aventura artística no sábado e foi muito divertida esta atividade em família nessa época pré Natal. Abaixo algumas fotos da nossa “pintura mural” do fim de semana. Primeiro fizemos um rascunho da cidade com lápis preto, depois colorimos e pronto!













20 novembro 2013

FAD na Bandtec em São Paulo

Sandro Melo, Davi Souza, Penasio, Ramilton, Leonardo Vaz, Wolnei e Marcos Sungália
No último sábado (09/11), participei do FAD (Fedora Activity Day) realizado na Faculdade Bandtec (http://www.bandtec.com.br), em São Paulo. Outros participantes deste FAD  foram os quatro embaixadores - Leonardo VazWolnei Junior , Ramilton Costa Gomes Junior e Davi Souza, além do Marcos Sungália, parceiro RedHat, o Sandro Melo e outros professores da Bandtec.

No começo fiquei até preocupado, já que, segundo Ramilton (organizador do evento), alguns palestrantes desistiram e a grade que era pequena podia ficar totalmente comprometida. Ainda assim, naquele sábado sai de casa para abraçar a causa e ajudar com o que fosse necessário.
Ao chegar na Bandtec fiquei muito surpreso com a boa estrutura do lugar e com o cuidado com que nosso evento estava sendo tratado, até a equipe de seguranças da faculdade estavam recebendo e orientando as pessoas que chegavam lá para participar do FAD. Fui encaminhado ao auditório onde o Leonardo Vaz e o Wolnei já palestravam para um grupo de alunos sobre o Fedora. Entrei, fui apresentado e passei a acompanhar da plateia,  participando vez ou outra.  A palestra, mais uma conversa, fluiu muito bem entre os alunos e o pessoal do FAD,  sem ser um “dia de aula” rotineiro. Ainda pela manhã, o Wolnei palestrou sobre Fedora ARM. Durante o almoço, quando perguntei ao Leonardo Vaz, sobre a grade e o que iria acontecer à tarde, ele me explicou que houve uma   reorganização da agenda, com a realização de cinco atividades simultâneas.

Na parte da tarde, participei da atividade liderada pelo Marcos Sungália sobre empacotamento de software, que pra mim foi muito legal e didática.  Nesta atividade participaram mais de quinze alunos e todos construíram seu pacote RPM. Não participei das outras atividades, mas fiquei sabendo que foram também muito legais e tiveram bom público. Segundo o Ramilton, eles até conseguiram fazer várias traduções de software durante o evento, ação que, sem dúvida, despertou o interesse dos alunos em participar do projeto Fedora.

Outro ponto deste FAD que não posso deixar passar em branco é a ótima infraestrutura de laboratórios e anfiteatros da Faculdade Bandtec. E destacar o grande apoio do professor Sandro Melo, amigo de muitos outros momentos do Software Livre, que colocou este espaço à nossa disposição e convidou os alunos, inclusive abrindo a oportunidade para futuros eventos.

Constatei com este FAD (mais uma vez) que a comunidade de Software Livre trabalha de forma colaborativa e até caótica, mas, sem dúvida, com muita paixão e força de vontade, fazendo com que eventos como este ocorram apenas com a boa vontade de quem veste a camisa.

Aqui está a grade de palestras deste FAD. Até a próxima!

Manhã
  •  Desenvolvimento do Fedora: Uma visão geral -  Leonardo Vaz e Wolnei Junior (embaixadores Fedora)
  •  Fedora ARM - Wolnei Junior (embaixador Fedora)
Tarde
  •  Distribuição de Software – Empacotamento  - Marcos Sungáila (parceiro RedHat)
  •  Tradução - Ramilton (embaixador Fedora)
  •  Fedora Remix - Wolnei (embaixador Fedora)
  •  Tutorial de Firewall com Fedora Linux - Allan Pitter ( professor BandTec) 
  •  Active Directory Fundamentos Samba Histórico até o Samba 4 Hands On - Ubiratã e Moreti (professor BandTec)



Mais imagens...
O início...
O samba


O firewall

A tradução
O Empacotamento...














25 julho 2013

Systemd – Algumas questões práticas para Administradores de Sistemas


Já há algum tempo para quem usa Fedora ou outras distribuições GNU/Linux consideradas “upstream” algumas operações de administração de sistema ficaram diferentes, ou ainda, apresentam uma mensagem avisando que aquela maneira de fazer as coisas está “fora de uso”. Sim isto é o Systemd! Ele é um sistema de gerenciamento de serviços para o Linux compatível com System V e Scripts de init. Systemd é o novo sistem de inicialização do Fedora. Foi e ainda é desenvolvido por Lennart Poettering e Kay Sievers. O Systemd já é padrão no Fedora desde a versão 15 e em outras distribuições como OpenSuse, Mandriva, Arch Linux, também está disponível para ser usado no Debian, Ubuntu e Gentoo. Este artigo está longe de querer descrever o Systemd em todas as suas características e funcionalidades, minha ideia aqui é cobrir algumas tarefas corriqueiras de administradores de sistema, e na medida do possível, comparando com a forma System V, do ponto de vista de quem usa Fedora/Red Hat/CentOs e etc.


Serviços e Units


Serviços em sistemas que não utilizam o Systemd são scripts para inicialização de daemons que ficam em “/etc/init.d”, já nos sistemas que usam Systemd, são Units. Uma Unit pode ser um serviço, um socket, uma definição de path, uma configuração de montagem automática, ou seja, o Systemd através de Units padroniza a forma de utilização destes elementos. Utilizaremos como exemplo o serviço que controla o servidor openssh.


Arquivos System V Systemd
Daemon /etc/init.d/sshd (daemon) /usr/lib/systemd/system/sshd.service (Unit)
Configuração /etc/sysconfig/sshd e /etc/ssh/sshd_config /etc/sysconfig/sshd e /etc/ssh/sshd_config
Binário /usr/sbin/sshd /usr/sbin/sshd

No Systemd no lugar do comando service, ou ainda “/etc/init.d/”, o comando utilizado é o systemctl.


Para a sequência de comandos abaixo:

$ service sshd status



$ service sshd start



$ service sshd stop

Com o Systemd fica da seguinte forma:

$ systemctl status sshd.service



$ systemctl start sshd.service



$ systemctl stop sshd.service


Runlevels e Targets


Quando um Fedora Linux era iniciado antes do Systemd ser padrão na distro, esse normalmente inicializava em Runlevel 5, ou seja, em modo gráfico (X11). Como sabemos, existiam basicamente 7 Runlevels, isso era configurado para a inicialização padrão no arquivo /etc/inittab:


...

# 0 - halt (Do NOT set initdefault to this)

# 1 - Single user mode

# 2 - Multiuser, without NFS (The same as 3, if you do not have #networking)

# 3 - Full multiuser mode

# 4 - unused

# 5 - X11

# 6 - reboot (Do NOT set initdefault to this)

id:5:initdefault:
...

Em sistemas com o Systemd essa configuração é realizada com um link simbólico ou com a opção isolate no comando systemctl

Para configurar o sistema para inicializar em modo gráfico (equivalente ao Runlevel 5):


$ln -sf /usr/lib/systemd/system/graphical.target /etc/systemd/system/default.target

Ou

$ systemctl isolate graphical.target

Para configurar o sistema para inicializar em modo multiusuário sem o modo gráfico (equivalente ao Runlevel 3):

$ln -sf /usr/lib/systemd/system/multi-user.target /etc/systemd/system/default.target

Ou

$ systemctl isolate multi-user.target

Uma tabela de “equivalência”:

System V Systemd
Runlevel 0 (Halt)
poweroff.target 
Runlevel 1 (Single User)
rescue.target 
Runlevel 3 (Multiuser)
multi-user.target 
Runlevel 5 (Gráfico)
graphical.target
Runlevel 6 (Reboot)
reboot.target 
Para habilitar o serviço sshd na inicialização do Runlevel atual (System V):

$ chkconfig sshd on

Para habilitar a Unit sshd.service no Target atual (Systemd):

$ systemctl enable sshd.service

Criando uma Unit para montar uma partição de arquivos dentro do home do usuário


Como sempre estou reinstalando meu Linux, e como meu notebook tem mais de um SO, tenho em meu HD uma partição de arquivos. Em um passado não muito distante eu colocaria esta configuração no arquivo /etc/fstab, não que isso não funcione agora, mas a maneira correta e elegante de se fazer essa configuração é criando uma Unit para montagem e outra para o automount.

Criando a Unit home-penasio-Arquivos.mount para montar uma partição /dev/sda6 em /home/penasio/Arquivos:

Em /etc/systemd/system, criar o arquivo home-penasio-Arquivos.mount com o seguinte conteúdo:



[Unit]
Description=Meu diretorio de Arquivos
[Mount]
What=/dev/sda6
Where=/home/penasio/Arquivos
Type=ntfs-3g
Options=defaults

Para o automount, criar também a Unit home-penasio-Arquivos.automount com o seguinte conteúdo:

[Unit]
Description=Automount meu Arquivos
[Automount]
Where=/home/penasio/Arquivos
[Install]
WantedBy=graphical.target


Habilitando o automount na inicialização

$ systemctl enable home-penasio-Arquivos.automount

Bom, basicamente eram estes aspectos do Systemd que eu queria falar, pois são recorrentes pra quem é administrador de sistemas, e este nem sempre tem tempo para vasculhar várias páginas para juntar informações úteis na hora do aperto. Espero ter sido feliz na escolha dos itens descritos.

Referências

https://fedoraproject.org/wiki/Systemd/pt-br
http://en.wikipedia.org/wiki/Lennart_Poettering
http://en.wikipedia.org/wiki/Kay_Sievers
http://0pointer.de/blog/projects/systemd.html
http://www.freedesktop.org/wiki/Software/systemd/TipsAndTricks

24 julho 2013

FISL 14 e o Grupo de Usuários Fedora

Neste ano entre os dias 3 e 6 de julho na PUC de Porto Alegre RS, participei mais uma vez do FISL, que agora esteve em sua 14ª edição. Neste ano além de assistir a várias palestras, minhas atividades ficaram concentradas no stand do grupo de usuários Fedora que este ano ficou ao lado do stand da RedHat. Foram quatro dias muito intensos, atendendo os visitantes, arregimentando novos embaixadores, instalando o novo Fedora 19 na máquina de vários usuários, além do contato com velhos e novos amigos.
Abaixo algumas fotos que fiz durante o evento.
Evento Comunitário
Eu com  Dennis Gilmore

A Palestra dos 4F's
Instalando o Fedora
Embaixadores e usuários
+ Embaixadores e usuários
O Famoso Robô do "Jogo da Velha" de Valentin Basel
O Stand da Red Hat

03 junho 2013

Primeiro Fedora Activity Day 2013 na RedHat em São Paulo



No último sábado dia 1 de junho participei do FAD - Fedora Activity Day – organizado pelo Leonardo Vaz na sede da RedHat em São Paulo. Foi um sábado pra lá de produtivo, com a presença de 12 membros da comunidade Fedora, contando comigo. Fizemos várias discussões, durante todo o dia, sobre o Fedora e principalmente sobre como ocorrem e qual o nível das colaborações ao projeto no Brasil e na América Latina. Também houve palestras do Leonardo Vaz e do Sergio Durigan, além de um hands on com o Itamar Peixoto sobre empacotamento. Durante essas apresentações, pudemos trocar informações com os palestrantes, propiciando um ambiente muito interessante.
Depois das apresentações, discutimos um roadmap dos eventos deste ano e várias formas de colaboração dos embaixadores com o projeto, como realizar apresentações nas faculdades de tecnologia, porque são espaços de formação de novos usuários e potenciais colaboradores para o Fedora. Para isso, vamos iniciar os contatos com essas faculdades neste mês para marcarmos as apresentações em agosto, fora do período de provas.
Concluimos também que é importante divulgar as novidades do Fedora 19 e vamos publicar artigos com essa finalidade. Muitos outros assuntos foram conversados neste FAD, o que para mim foi muito revigorante, sem dúvida alguma.
Quando eu receber as fotos dos outros membros vou postar aqui.
Abraços a todos.

28 abril 2013

FLISoLSão Paulo 2013 - FIAP Aclimação




No sábado, dia 27 de abril de 2013, na FIAP Aclimação em São Paulo eu participei do FLISoL São Paulo, representando como Embaixador o Grupo Fedora. Abaixo algumas fotos do evento, onde rolaram várias palestras, Install Fest / Meetup. Página do evento http://blog.flisolsaopaulo.org/flisol-2013.
Tirando dúvidas e distribuindo mídias Fedora 18
Galera da Distro Guarux e Global Code

O oitavo andar da Fiap
Tirando dúvidas e distribuindo mídias Fedora 18
 no Install Fest / Meetup

Install Fest / Meetup

Abertura do evento com Thiago Paixão


Abertura do evento com Thiago Paixão
Abertura do evento com Thiago Paixão

Galera que veio na parte da manhã assistindo a Abertura



"Palestra do Kemel"

"Palestra do Kemel"

"Palestra do Kemel"



"Crowd"


Bate-papo com representante
da  Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo 

"Crowd"

"Crowd"

Bate-papo sobre empreendedorismo e Software Livre

Helio Loureiro e Kemel Zaidan

Bate-papo sobre empreendedorismo e Software Livre


Galera aguardando o sorteio no final

Sorteio do Celular com Firefox OS
com David Ruiz da Telefônica (direita)